segunda-feira, 2 de junho de 2014

Harry Potter e a Câmara Secreta

A obra de J.K. segue o seu curso e Harry já não aguenta mais o pessoal da casa da rua dos Alfeneiros, número 4. E nem eu! Ô Gente mesquinha, viu? Pelo ou menos dessa vez Harry Ganhou um quarto no qual ele não precisa ouvir Duda andando escada acima e escada abaixo só pra incomodar. Mas parece que existe algo errado nessa história, porque ele não recebera nenhuma carta dos amigos que fizera em Hogwarts e ainda por cima uma criatura lhe faz uma visita muito curiosa alertando-o de que ele não deveria voltar à escola de magia este ano: Dobby, o elfo doméstico mais maltratado da vida.

É claro que Harry não o ouve, e como poderia? Hogwarts é o único lugar em que ele se sente em casa e não seria um elfo maníaco que o impediria de fazer isso. É aí que Rony entra em ação, quando numa bela noite ele e seus irmãos aparecem na janela do quarto do garoto e o levam para longe embarcados em um carro... que voa!

Gina, a irmã mais nova de Ron e a única filha entre os Weasley finalmente ingressa na escola em seu primeiro ano e se mostra, de certa forma, apaixonadinha por Harry. Só que além de Gina na escola, ainda há a novidade de um professor pra lá de metido que parece ser adorado pelas garotas e é nomeado o novo Professor de "Defesa Contra as Artes das Trevas", Gilderoy Lockhart. Um inútil.O odiei mais durante a trama que odiei a Tom Riddle que deu as caras perto do final.

Dados os acontecimentos do começo, começam a acontecer coisas estranhas na escola de magia. Coisas que intrigam a Harry Potter e que assustam a todos os professores e alunos de Hogwarts. Uma tal de "Câmara Secreta" fora reaberta e desde o ocorrido, pessoas passaram a serem petrificadas e mistérios praticamente sem solução passaram a se desenrolar.

O andar da trama é muito gostoso e à medida que nos aproximamos do final, largar o livro vira tarefa de resistência. Os capítulos são longos, mas nada que atrapalhe o andamento perfeito que a história tem. admiro a capacidade que a Tia Rowling tem de não deixar pontas soltas sobre a trama do livro. É claro que ela deixa outras para serem resolvidas nos próximos e se eu tivesse lido o livro na época em que eles ainda estavam sendo escritos pela autora, certamente enlouqueceria querendo saber como seria o terceiro ano de Harry em Hogwarts.

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism