sexta-feira, 6 de junho de 2014

Harry Potter e o Enigma do Príncipe


O livro começa de forma enigmática, com duas situações já muito interessantes que são as reuniões do Ministro dos Trouxas com o Ministro da Magia e o encontro de Narcisa Malfoy com um dos fieis servos de Voldemort, fazendo-o prometer em juramento ajudar Draco na tarefa incumbida pelo Lord das Trevas no caso do garoto falhar. Belatriz Lestrange serve como testemunha desse juramento. Eu acho que esse livro é o divisor de águas. É quando a trama se torna intensa e madura. A narrativa é maia sombria, como tão bem demonstrado na adaptação ao cinema.

Quanto ao juramento ou ( Voto perpétuo ) viemos à saber mais tarde que se não for cumprido pela pessoa que jurou, a mesma morre.

Longe dali, Dumbledore leva Harry numa missão de sucesso. Os dois trazem de volta a Hogwarts o professor de poções Horácio Slugorn, que foi um dos mestres de Voldemort quando ele era apenas o garoto Tom Riddle.

Como existe um novo professor de poções, Severo Snape assume o cargo de professor de Defesa Contra a Arte das Trevas realizando assim um sonho há muito almejado.

Harry que não tinha comprado seu material pois não sabia se ainda seria aceito por Snape na sua antiga matéria, pega no armário de Hogwarts seu exemplar de poções para uso temporário, que antes pertencia ao desconhecido príncipe mestiço.

Este tal livro é responsável pelo sucesso de Harry nessa matéria, ele acaba se tornando o melhor da sala devido às descrições precisas do príncipe em seu livro. Isso desperta a admiração do seu novo professor que é um grande colecionador de personalidades de sucesso.

Quando Harry consegue fazer com perfeição uma poção durante uma das aulas, ele é premiado com a poção Félix Felicis, que traz sorte para quem bebê-la.

Nesse meio tempo, Rony começa um namoro com Lilá, que deixa Hermione realmente magoada e com ciúmes. Os sentimentos dela por ele são demonstrados com bastante intensidade nesse livro. Pena que Rony é um tapado que não percebe.

Alguns objetos envenenados estão chegando em Hogwarts endereçados a Dumbledore, Harry desconfia de que seja Draco, mas ninguém dá muita credibilidade a ele. Os objetos não conseguem chegar a seu remetente, mas as outras pessoas que tem contato com os mesmos são profundamente feridas. Uma das vítimas desses objetos foi o Rony, que passou um bom tempo na enfermaria se recuperando de um licor envenenado.

Harry começa a desenvolver sentimentos por Gina e começa um namoro com ela, mas isso não o distrai de seus objetivos e ele continua acompanhando os passos de Draco pelo mapa do maroto, se surpreendendo ao perceber que as vezes o garoto não se encontra dentro dos limites da escola.

Dumbledore então revela a Harry algumas lembranças da Penseira sobre Voldemort e este descobre que o professor Horácio esconde um grande segredo em relação ao Lorde das Trevas.

Usando sua poção Félix Felicis, Harry consegue descobrir o segredo de Horácio. Tratava-se de uma lembrança sobre algumas perguntas que Voldemort fez sobre uma magia muito poderosa ( Horcruxes )

Assim Dumbledore se junta a Harry em busca do medalhão de Salazar Slytherin, uma das Horcruxes que devem ser destruídas. Eles o encontram, mas quando voltam a Hogwarts, descobrem que a escola foi invadida por Comensais da Morte.

Draco tenta matar Dumbledore, mas não tem coragem suficiente, Snape então cumpre o seu juramento e ajuda Draco assassinando o Diretor.
Harry termina seu namoro com Gina, porque ficou incumbido de com a ajuda de seus amigos, encontrar as outras horcruxes e destruir Voldemort.

Descobre-se então que o medalhão era falso, que o verdadeiro foi pego por R.A.B. E que o Príncipe Mestiço era na verdade Snape.

Revoltado pela morte de Dumbledore ter sido em vão, Harry e seus amigos dão início á batalha que só terá o seu final merecido no sétimo e último livro.

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism