quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Realidade...


Aquele dia de chuva forte… chove, chove e chove. O céu fica escuro, as nuvens adotam um profundo tom negro. Os raios e trovões estão disputando quem é o mais barulhento e o mais destruidor. Os ventos estão se contradizendo uns com os outros. O dia é uma completa desarmonia, uma infelicidade sem igual. Mas de repente o inesperado acontece, a vida reaparece! e com ela o ultimo suspiro de alegria, o que faz com que nossas pobres almas inocentes nos encham de esperança, e a nossa crença se concretiza. 

O sol raia, mais forte e profundo, dando a impressão que o mal não existe, purificando nossas mentes de tal desconforto, nos enchendo de otimismo e alegria, fazendo acreditar que nos somos mais fortes que o mundo! Que nós podemos controlar tal força natural e que nós temos o controle de tudo… afinal nós somos os povoadores desse mundo sem lei, os habitantes desse grande planeta azul! 

Mas sabe o que nós realmente somos? Não passamos de uma simples peça de jogo. Um peão desse imenso tabuleiro que é a terra. Nós participamos, criamos e nos ferramos nesse jogo, muitas vezes o culpado é nós mesmos, mas mesmo assim insistimos em por a culpa nos outros… não nos enxergamos, não nos cuidamos, não sabemos viver. 

Somos imunes a vida, somos frágeis para a realidade, vivemos uma vida superficial, na qual temos momentos felizes e momentos tristes. Mas sempre pregamos aquele mesmo ditado “O melhor está por vir”, mas você sabe que nos seus momentos de crise esse momento que está marcado para vir em breve é julgado inexistente por você. Mas ai que acontece a magica! surpreendentemente o mal que esta em sua vida passa e os momentos felizes chegam. 


Sempre nos surpreendemos. A vida é surpreendente. Mas essas surpresas não são um mar de rosas, e mesmo que fosse “todas rosas tem seus espinhos” do mesmo modo em que nos surpreendemos com a felicidade, também podemos nos surpreender com os momentos ruins que estão por vir, querendo ou não, a vida é instável, todos passamos ou vamos passar por algum momento indesejável, mas por que ser tão negativo? por que não estar preparado? por que não ser realista?  

   -Vinicius Correa

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism