quarta-feira, 23 de setembro de 2015

O Despertar do Guardião - Resenha

Capa do livro "O Despertar do Guardião"
Sinopse: 

No pequeno planeta Gondorle, o capitão da Guarda Real, Héricles Adalberon, vê-se diante de um dilema: manter-se ao lado do rei e tentar proteger o reino, ou sacrificar sua carreira e manter a princesa a salvo. Salvar o reino parecia o mais óbvio, mas sua intuição lhe dizia o contrário. Teria que se aliar ao inimigo do reino nessa empreitada sem cabimento e torcer para que seus propósitos fossem compreendidos.

A história se inicia com uma decisão difícil, que reúne, pela primeira vez, os personagens de uma trama muito maior. Enquanto aprender a trabalhar juntos e a confiar uns nos outros, estreitam-se os laços entre eles. E quando uma força estranha desperta, em um incêndio monstruoso, eles descobrem que há muito mais em jogo do que apenas a busca pela salvação do reino.

Uma narrativa envolvente e um enredo cheio de fantasia e mistérios. O Despertar do Guardião é apenas o início de uma aventura que desvendará os mistérios ao redor da lenda da grande Legião Branca.

~//~

A história já começa em um ritmo bem rápido, logo no primeiro capitulo já percebemos as intrigas que envolvem esse reino que estranhamente (talvez nem tanto assim) tem passado por períodos conturbados recentemente. Nosso primeiro contato com a história narrada em terceira pessoa é através do Capitão da Guarda Real Héricles Adalberon. Um exímio militar que se vê obrigado a tomar uma difícil decisão: Contraria as ordens do rei, ou proteger o reino?

Não é de se estranhar que a grande maioria das pessoas diga que o melhor a fazer é proteger o reino, mesmo que para isso se tenha que contrariar a palavra do rei. Eu mesmo digo isso. E assim como eu penso, foi o que o capitão Héricles fez. O porém era que as coisas foram muito além de contrariar as ordens do rei: Para proteger o reino Héricles teve que sequestrar a princesa Si de Albuquerque, pois ela estava correndo risco de ser assassinada por Dimitri, uma pessoa ambiciosa de má índole que infelizmente conquistou a confiança do Rei Luca e esta o manipulando.

Para proteger o reino e principalmente a princesa Si, Héricles se une à um grupo rebelde, contrário à coroa do planeta, e unindo forças sequestram a princesa, bom a principio o sequestro era só para a princesa... Mas houveram entrevistos e além da princesa Si, Carol e Bruna também foram levadas.

O grupo rebelde é composto por Nova Sofiedek, Zira Sofiedek, Beto, Alexandre e Ambaris. Apesar deles serem contra a forma de governo monárquico eles admitem que se o reino cair nas mãos de Dimitri as coisas podem piorar radicalmente. E por isso foi formado um acordo de paz temporário entre eles e Héricles.

Uma enxurrada de coisas ocorrem após o sequestro: O Rei declara guerra contra Héricles (com muito pesar, pois o tinha como um filho), e com isso acaba morrendo em uma enrascada articulada por Dimitri. Consequentemente Dimitri assume o posto de Rei anunciando a morte de Luca e mentindo que a princesa Si também havia morrido juntamente com o pai. Ao ver seu pai morrer a princesa Si finalmente acredita na louca porém verídica história contado por Héricles.

Agora o grupo corre risco de ser pego por Dimitri, e em uma tentativa para evitar que isso aconteça eles fogem para Bedar, planeta natal de Héricles e Beto (irmão de Héricles), e lá montam um arriscado plano para recuperar o trono de Si de Albuquerque e tirar Dimitri do poder.

Livro O Despertar do Guardião - Dáfne Freitas
Lá em Bedar, Carol, Bruna e Si terão que passar por um extenso e complicado treinamento para tornarem-se aptas a colocar o plano em pratica. Muito tempo é transcorrido nesse período de treinamento. Os laços entre eles são fortalecidos e as mimadas garotas da nobreza passam a ser pessoas fortes o suficiente para enfrentar a tirania de Dimitri.

Passados 10 anos de árduo treinamento em Bedar, o grupo retorna a Gondorle e coloca em prática seu plano quase suicida. Mas o lento desenrolar do plano não termina da maneira esperada. Minha única alternativa foi jogar as mãos pro céu e seja o que for! rsrsrsr

Na minha opinião esse livro é uma dose pura de aventura. Me senti refém da obra. Não consegui parar de ler! Entre uma atividade e outra lá estava eu folheando as incríveis páginas do livro. A angustia para saber o desfecho que a história iria tomar me fez cometer o terrível erro de lê-lo rápido de mais, e sabemos o resultado disso: Passei por toda aquela crise existencial de 30 minutos; "M-m-mas... O que foi isso?", em seguida; "MEO DEUS CADÊ A CONTINUAÇÃO?".

Como a autora disse em sua entrevista aqui no blog: "O primeiro livro é só a ponta de um iceberg", não da para imaginar o quão melhor vai ser o próximo livro. Se o primeiro já foi incrível, com todas as letras, imagine o próximo? Não preciso nem dizer que estou contando os dias para poder apreciar o próximo livro! Agilize-ai-produção rsrsrsrsr.


Frase Carol Dartia
Gostei muito da evolução dos personagens, principalmente da Carol Dartia que primeiramente era uma personagem chata e mimada e acabou por se tornar alguém que representaria grande importância no desenrolar da história.

Além disso curti muito a mescla de magia e tecnologia que há em Gondorle. Eu estava tão acostumado à velha percepção de que uma coisa não se misturava com a outra que isso me pegou de surpresa e me fez gostar mais ainda desse reino.

Enfim... Tudo nessa história é bom. A mitologia criada, a escrita instigante, entre muitos outros fatores estão entre os motivos para colocar este livro na lista dos meus favoritos!

Não posso deixar de agradecer à Dáfne por me dar a oportunidade de ler o "O Despertar do Guardião" e se você ainda não leu, leia! Aposto que assim como eu, todos vibrarão a cada virar de páginas ao adentrar no incrível mundo criado pela Dáfne.

"E ele foi nomeado Filho do Fogo, Guardião de Alátria e de Celestia, líder da grandiosa Legião Branca. Com a lâmina Akia em punho, guiou a Legião e expulsou os demônios de volta à Trevare. E a Criação novamente se encheu de esperança, sem saber que o Fogo que aquece é aquele que também consome."


4 comentários:

  1. Olá, a obra parece ser muito boa.
    Ótima resenha, parabéns!

    Beijokas da Quel ¬¬
    http://literaleitura2013.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, A Obra É Realmente Incrível O/

      Obrigado Pelo Comentário! Volte Sempre.

      Excluir
  2. Uau, muito bommm. Nesse livro Dáfne provou que tudo pode acontecer, ela escreve sem piedade; poxa, matar o rei, onde já se viu isso? rsrsrs Dáfne de fato foge do convencional, por isso fiquei curioso, quero descobrir esse "plano quase suicida". Aceito spoiler! rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. {SPOILER} Digamos que o plano consiste em entregar-se ao "rei" Dimitri. Nova e Héricles ficam como prisioneiros e acabam virando o "brinquedinho" de torturas para o rei. Já a Si, Carol e Bruna retornam, ao pensar do rei, de um sequestro. Assim as meninas nobres tem como dever arrancar a confissão de Dimitri em meio ao covil de cobras que o palácio tornou-se. Mas muito mais coisas ocorrem. {SPOILER} Para saber mais... Só lendo huehueheueh

      Excluir

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism