segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

A Marcha dos Javalis - Resenha

Sinopse: Varke – A Cidade do Muro. Enquanto seus pacatos habitantes tentam levar uma vida normal, a cruel ditadura militar que governa o país oprime a todos com leis e penas cada vez mais duras. Em meio a esse cenário de caos, onde uma série de mortes sem explicação amedronta ainda mais a população, uma curiosa garota vai lutar contra tudo e todos para descobrir o que existe por trás dos muros e dos segredos que eles escondem. Uma emocionante história de amores e desafetos onde, apesar de tudo o que o destino nos reserva, os javalis continuam sempre marchando. Eternamente.

Logo quando eu vi uma foto deste livro no instagram eu pensei: Eu preciso. Mas não era simplesmente o pensamento de alguém que viu um livro legal e ficou com vontade de ler, foi mais como uma obsessão, entende? Eu REALMENTE precisava dele. De primeiro foi a capa que me chamou a atenção. Ela é simples, é. Mas eu gosto de coisas simplistas, acho que se tu tenta fazer alguma coisa "Bonita" de mais ou personalizada de mais, ou seja lá o que for que tenha "mais" depois ou antes do adjetivo, na minha opinião, muitas vezes fica feio. Gosto quando as coisas são assim: Modernas e elegantes. Pelo menos com a capa dos livros... E essa capa realmente me conquistou. Além disso, a sinopse é muito bem elaborada e extremamente instigante, o que só aumentou meu interesse pela obra. 

E então eu mandei um e-mail para a autora solicitando uma parceria. Sabe o que é tu escrever um e-mail e colocar todas as esperanças, todo o pensamento positivo para que o que ali esta se realize? Sim, ao escrever para a Esther eu torci com todas minhas forças para que ela aceitasse. E no fim, como vocês podem perceber, ela aceitou. Vocês não imaginam o quanto eu fiquei feliz quando ela solicitou o meu endereço para o envio do livro. Após isso, eu fiquei esperando o meu exemplar ansiosamente, mas ele meio que demorou um pouco para vir... Ai já sabe, bateu aquela insegurança "Será que ela desistiu?", eu pensei isso, confesso, e não foi um dos momento mais felizes da minha vida ueueheueh. Mas enfim o livro chegou, eu coração surtou, e minha estante gritou de tamanha felicidade, e agora ele está lá, sendo o destaque dela. 



“– Rituais? – perguntou Kyia olhando abismada. – Ritual fúnebre? Desejar que a alma do meu melhor amigo descanse é considerado ritual fúnebre? E o governo tê-lo matado é considerado o quê?
O major arregalou os olhos, e Asir sentiu o coração pulsar loucamente ao ver o homem segurar forte a arma pendurada no quadril largo.
– Suicídio ou homicídio? – questionou ela.
A raiva era a única coisa em comum entre Kyia e Gowon. Só que enquanto um podia atacar com palavras, o outro atacava fisicamente.
Um tapa foi o suficiente para calar Kyia.”
Apenas lendo a citação acima já podemos ter idéias do quando censurados são os cidadãos de Vake, a cidade murada. Lá, a ditadura que a rege proibiu quase tudo, desde rituais à uso de ervas medicinais. Os moradores foram obrigados a acostumar-se com o toque de recolher, com a ausência de uma religião à qual se apegar... Enfim, tudo isso e muito mais. Mas a mudança mais assombrosa foi que os cidadãos habituaram-se com as frequentes mortes que lá ocorriam, disfarçadas por suicídio. O governo tratava de acabar com os que se recusavam-se a seguir as suas ordens, ou aqueles que representavam alguma ameaça a ele. Para isso não seriam poupados nem idosos, nem crianças. Todos poderiam ser considerados uma ameaça e os que de fato eram, mais cedo ou mais tarde estariam com suas fotos estampando a capa do jornal como mais um caso de suicídio. 



Mas como em toda distopia, aqui também temos nossa rebelde. Com a selvageria de um Javali, Kiya não se deixa calar e enfrenta quem quer que for para descobrir o que, de fato, o governo os esconde. A ambiguidade do Javali nesta obra é bastante presente. Os seus múltiplos significados não ficam presentes metaforicamente apenas ilustrando o titulo do livro, como também na história. Gostei bastante da forma que isso foi desenvolvido nas entrelinhas do livro.

Enfim, todo o livro é trabalhado de forma surpreendente, a protagonista enfrenta a ditadura que a cerca com muita garra e coragem, tendo também seus momentos de fraqueza, o que foi outra coisa que eu gostei bastante. Somos presenteados com uma história envolvente e surpreendente, que nos prende até a última página. O acabamento também estava perfeito. A editora Pandorga fez um ótimo trabalho, só achei as folhas um pouco finas... Mas tirando isso, sem reclamações nenhuma. A diagramação estava ótima, as letras não são tão pequenas a fonte era agradável aos olhos, o investimento é mais que merecido. 

E o que mais me orgulha é o fato de a autora ser gaúcha! Gente, é muito orgulho envolvido! Ela mora em torres, mas nasceu em Porto Alegre, a cidade em que eu me criei, e que eu morava há 1 ano atrás... Mas enfim, desejo sucesso à carreira dela, que venham novos livros e obrigado, obrigado e obrigados infinitos por ter me proporcionado essa leitura maravilhosa!

28 comentários:

  1. Oi
    legal que a autora aceitou parceria com você, eu já tinha lido outras resenhas positivas desse livro, ele realmente parece ser interessante e que bom que gostou da leitura e parece ser uma história diferente, a capa é legal também.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei muito feliz em ter conseguido esta parceria! A capa é uma das que eu mais gostei =)

      Excluir
  2. Oi, tudo bem ?
    To aqui pensando o que eu gostei mais, de conhecer o livro ou da sua história até chegar nele hahahah
    A princípio não é um livro que me interessaria mas sua resenha me cativou e já fiquei afim de ler e procurar sobre ele <3
    bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. A história parece bem interessante. Não curti muito a capa, mas talvez eu lesse. Parece forte.

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito que você não gostou da capa :o Ela é muito bonita! uehuehueheueh

      Excluir
  4. Nossa, eu nem imaginava que a autora deste livro fosse brasileira e ainda por cima gaúcha, fiquei surpresa. Fiquei também feliz por tu ter conseguido a tão sonhada parceria e que tenha sido uma agradável leitura, coisa boa quando isto ocorre né.

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, a literatura brasileira está crescendo bastante, inclusive no RS.

      Excluir
  5. Ai, que bom que você consgeuiu a parceria e que o livro foi tão bom quanto você esperava. Sentimo-nos realizados quando isso acontece. Mão sabia que ela era autora nacional, nem que era gaúcha, bem bacana descobrir.

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me senti realizado, confesso <3 ueheuheuehueheueh

      Excluir
  6. Parabéns pela resenha, foi objetiva e cara. A proposta do livro é boa, mas a capa deixou a desejar, pelo que penso e prefiro outros gêneros, mas se tivesse a oportunidade ainda assim leria!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei essa capa! Mas enfim, gosto é gosto :3

      Excluir
  7. Não tinha lido nada sobre esse livro ainda e curti a sua resenha,acho bem legal que tenha aproveitado a leitura. Não é um gênero que leio com frequência, mas com certeza anotarei a dica, já me ganhou só por ser nacional ♥
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Que bacana a autora ser nacional! Parabéns pela parceria! Curti a sinopse e sua resenha. Não sou de ler distopias mas curti a ideia.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa distopia é bem diferente das demais que conhecemos, acho que vale a pena dar uma conferida.

      Excluir
  9. Olá! Primeiramente parabéns pela parceria :) A sinopse parece ser bem legal, livros sobre a ditadura me chamam bastante atenção.. Vou tentar ler o livro XD Gostei muito do seu blog, já estou seguindo.

    Eu Fico Pensando

    ResponderExcluir
  10. Olá, Vinicius!

    Eu estou meio receosa a voltar a ler distopias. Fiquei meio cansada do gênero, mas o livro parece ser bastante interessante.

    Parabéns pela parceria!!! Suas resenhas são ótimas. Se depender do seu blog, minha lista de livros vai aumentando cada vez mais haha.

    Beijos!

    arcoirisduplo.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa distopia é bem diferente das demais, acho que vale a penas a conferida, até mesmo pra provar que distopias não são só no estilo Divergente/Jogos Vorazes.

      Excluir
  11. Oii Vinícius, tudo bom?
    Confesso que a capa não me chamaria a atenção se eu estivesse em uma livraria, mas gostei bastante da sua resenha e mesmo o tema não fazendo o meu tipo, acabei sentindo bastante curiosidade pela história e, se tiver a oportunidade, com certeza lerei ;)
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você tenha a oportunidade e o leia! Iria adorar saber sua opinião =)

      Excluir
  12. Oi, Vinicius!
    Nossa! Que livro interessante! E eu me perguntando em que mundo estava que ainda não conhecia. Só pelo quote, percebe-se que é uma história bem interessante.
    Confesso que não compraria pela capa. Se não lesse a sinopse, acharia que era algum livro sobre animais hahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Eu compraria apenas pela capa ueheuehueheuheueh

      Excluir
  13. Nossa... Sendo sincera logo de cara o livro não me chamou a atenção.
    O título e a capa me fizeram pensar mil coisas e nenhuma atraente, mas sua resenha mudou completamente minha visão. Que bom que você conseguiu a parceria e teve uma leitura positiva.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu simplesmente me apaixonei por esse livro, foi amor a primeira vista ueheueeuh Fico feliz em ter mudado sua opinião em relação a ele...

      Excluir
  14. A premissa do livro me atraiu demais; sabendo que o enredo foi bem aproveitado e que o livro é nacional, vou conferir a obra!
    Excelente resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism