terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Resenha: Tiac, A Torre de Babel - Gabriel Ract

Tiac, A Torre de Babel - Gabriel Ract
Sinopse:
Ao longo dos séculos, muitas religiões e filosofias consideraram os anjos mais do que simples lendas: verdadeiros guardiões de toda a humanidade. Quando os céus caíram, porém, e a Terra se viu destruída, eles, apesar de reais, mostraram- se muito diferentes do que esperávamos.Arrogantes e claramente ressentidos por sua expulsão, destruíram grande parte do que restou do planeta e escravizaram uma pequena parcela dos humanos sobreviventes. Além disso, crentes de que ainda havia algum lugar para o qual podiam retornar, investiram na releitura de um antigo e falho sonho humano: a construção de uma Torre de Babel.Então, dez anos se passaram, e a construção avança a passos largos. Dário, quinze anos, é um desses escravos. Irônico, pessimista ao seu modo e extremamente apático, destaca-se por não ter dúvidas sobre o futuro – não há nada que possa tirá-los daquela situação. Está, porém, muito enganado.

Diferentemente de muitas sinopses, essa, descreve exatamente a premissa do livro. Ela não utiliza-se de metáforas para despertar a atenção do leitor, e sim, sendo simples e direta. O que é bom, pois assim podemos saber exatamente o que esperar da história, ou, bem, quase isso. Mas com um porém, que as vezes é meio chato; Como resenhar o livro, sendo que a sinopse já faz isso por mim? Fica o questionamento. 

Entretanto, vamos lá.... Como é dito na sinopse, após a queda dos Anjos, eles irritados e ressentidos por terem sido abandonados, os mesmos retomaram um antigo projeto que anteriormente não havia dado certo: A criação da Torre de Babel dois ponto zero, mantendo o mesmo objetivo da antiga: Ser tão alta a ponto de chegar aos céus. A revolta era tanta, que acabou sobrando para nós, meros humanos, aguentar-mos o fardo de construir tal obra de grandes proporções, como escravos, é claro.

Tiac, A Torre de Babel - Gabriel Ract

O personagem principal é Dário, um adolescente de 15 anos como uma personalidade, hummm, digamos... Nada simpática. É através dele que acompanhamos o decorrer da história. Vale mencionar que a escrita em primeira pessoa deste livro foi uma das poucas que eu realmente gostei. Como já disse em outras resenhas, e até mesmo em comentários pela blogosfera a fora, eu tenho problemas com este tipo de escrita, prefiro uma narração em terceira pessoa. Mas neste caso, acho que a narrativa aos olhos de Dário ficou incrivelmente legal. A personalidade um tanto diferente dos demais personagens, tanto deste como de outros livros, deixou uma excentricidade bacana na história, pois os acontecimentos do livro são apresentados com palavras dotadas de sarcasmo e livres de otimismo. O que tornou a leitura ainda mais interessante.
"Seja como fosse, eu tinha de continuar trabalhando. Ajudar o homem que estava apanhando? Claro que tinha vontade. Mas fazer o quê? Eu não era nenhum herói. Na verdade achava que heróis nem existiam, só em livros mesmo. Se existissem, por que não vinham dar uma mãozinha logo de uma vez?" - Página 15.
O legal é que a frase acima foi escolhida aleatoriamente! Eu não selecionei nenhuma frase durante a leitura e agora, de última hora, resolvi colocar uma frase para ilustrar o que eu estava falando, e na primeira página que abro, encontro essa. Tem melhores, é claro. Mas já deu pra entender o que eu quis dizer, certo?

Tiac, A Torre de Babel - Gabriel Ract

Então, Dário apenas segue sua vida como escravo. Já aceitou a vida assim. E não levanta forças para muda-la. Mas após a descoberta de um misterioso anel, as coisas tomam outro rumo, é claro que não posso contar, se não estrago todo o climax da obra. Aliás, os acontecimentos desse livro estão organizados em uma variação ideal de momentos calmos e interessantes, com cenas agitas e/ou de ação. E com a narrativa sarcástica do Dário, tudo fica melhor.

Ao decorrer dos acontecimentos, vamos acompanhando a evolução dos personagens. Tanto do protagonistas, como dos demais. A história apesar de ser muito breve, tendo menos de 200 páginas, foi o suficiente para me agradar, mas, deixando aquele gostinho de quero mais. O que não é improvável que aconteça, pois mesmo tendo um começo, meio e fim, deixa pontos abertos para uma possível continuação.

Tiac, A Torre de Babel - Gabriel Ract

Em relação ao acabamento do livro: Não poderia ser melhor. A capa foi muito bem construída, a diagramação não poupou nos detalhes e não me lembro de ter encontrado algum erro de português ou de digitação.

Em suma, é um ótimo livro. A mitologia angelical inserida na história, apesar de breve, foi excelente. No geral, o livro é breve, como se fosse um conto. Pois a leitura transcorre rapidamente, o li apenas em um dia. A escrita é envolvente e gostosa, nos impedindo de largar o livro enquanto não o concluirmos. Agradeço ao autor por te-lo cedido ao blog para eu resenha-lo; Gabriel, obrigado \o/

52 comentários:

  1. Oi Vinicius, tudo bem?
    Gostei bastante da sua resenha.
    Eu já conhecia esse livro de vista, mas agora me interessei mais por ele.
    E do jeito que eu gosto de livros curtos...
    Abraços,

    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto muito de livros curtos. São ótimos para matar o (pouco) tempo que temos sem nos prender a algo muito grande.

      Excluir
  2. Olá! Muito boa sua resenha, novamente digo que adorei sua escrita, é objetiva e direta, bem clara e fluida. Sobre o livro, me chamou atenção a sinopse, mas senti falta de um romancezinho (sim, sou dessas hahah). Adorei o fato do personagem principal ser extremamente sarcástico e história em si sobre os anjos e os humanos serem escravizados realmente me chamou atenção. Se tiver a oportunidade adoraria adicioná-lo a minha lista de leitura!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem romance! ueheueheuh Não se acanhe por causa disso! Devo dizer que foi erro meu, não sou muito de romances, e por isso cometi o erro de não ter comentado sobre isso na resenha.

      Excluir
  3. Olá! Tudo bem?
    Não conhecia o livro e me deixou bem intrigada em como que a história se desenvolve... Também acho muito difícil fazer uma resenha se a Sinopse já diz bastante sobre o livro hahaha.
    Beijinhoss
    Tham
    Blog: http://www.4youbooksmania.com
    Canal:https://www.youtube.com/channel/UCmVqMf1NXhUBriHnbBHpsXA

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Fiquei bem curiosa pra ler esse livro, o enredo me pareceu bem interessante.
    Ótima resenha!
    Beijos,
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olga Bernardo 24Fevereiro.
    Olá,
    Comecei ler hoje à noite e já estou no final.A ousadia de colocar os anjos da forma que foram colocados ficou muito interessante.A linguagem simples e objetiva.A resenha ficou muito boa, no entanto vou terminar de ler o livro hoje, pois estou curiosa para saber como termina a história.

    ResponderExcluir
  6. Olga Bernardo 24Fevereiro.
    Olá,
    Comecei ler hoje à noite e já estou no final.A ousadia de colocar os anjos da forma que foram colocados ficou muito interessante.A linguagem simples e objetiva.A resenha ficou muito boa, no entanto vou terminar de ler o livro hoje, pois estou curiosa para saber como termina a história.

    ResponderExcluir
  7. Olá Vini,
    Como você disse, a sinopse fala bastante, mesmo.
    Esse livro parece ter um enredo bastante envolvente, com certeza deve prender o leitor.
    Gostei muito. Vou anotar.
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  8. Oii, pela sinopse pude perceber que o livro possui uma história bem promissora. Não conhecia esse título, mas achei interessante o modo como há a interação por parte da mitologia. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem interessante mesmo, vemos os anjos de outra forma, mas apesar disso, tudo é narrado com tanta normalidade que nem achamos tão estranho assim.

      Excluir
  9. Olá!
    A sua resenha ficou ótima! A premissa me interessou bastante. O livro parece ser muito rico de mitologia, e apesar de só ter lido um livro com mitologia angelical me interesso bastante pelo tema.
    Beijos!
    Apenasumaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, ele não é tãoooo rico assim uehueheuhe

      Excluir
  10. Oi Vinícius!
    Esta resenha fez eu pensar no seriado Supernatural! Não sei se você assiste, mas tem uma determinada temporada que os Anjos são mais ou menos como este livro. Gostei da premissa dele, porque quebra alguns paradigmas. Interessante!

    Bjs
    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não assisti ainda, mas, obviamente, já ouvi falar!

      Excluir
  11. Muito boa a resenha, tu conseguistes mostrar muito bem a história do livro e nos deixar instigados a ler, uma coisa que não foi só tu que fizestes, mas a obra por si só também. Fiquei super curioso em relação ao livro.

    Abraços!
    http://umaleituraqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha e da obra o/

      Volte sempre e.e

      Excluir
  12. Não conhecia e parece ser muito bom mesmo. Um estilo que é bem provável que eu vá gostar.

    =*
    Mani Piñeiro
    @Blog_ManiPineiro

    ResponderExcluir
  13. Amoooooooooooooo histórias com anjos!!! <3
    Já amei de cara!!!!
    Vou anotar aqui *.*

    Muitos beijos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  14. É bem legal a personalidade do personagem ser tão diferente das que estamos acostumados, dá um destaque maior a ele. Ainda não conhecia esse livro, mas gosto bastante de anjos, e faz tempo que não leio algo que envolva eles, então é uma ótima indicação!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Te indiquei pra responder uma tag lá no blog, vem ver!http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2016/02/tag-glam-cinderella.html#more

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Dário foi um dos melhores personagens que já conheci!

      Excluir
  15. Amo esses livros gostosos de ler, que não tem uma leitura MUITO densa e que são rápidos de ler! Gostei da resenha e dica de livro anotado rsrs! :)
    Beijos,
    Luana Agra - Sector 12 - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Vinicius,

    Achei a capa linda mesma, eu não me importo muito se a narrativa é primeira ou terceira pessoa, confesso rsrsrsrs Adoro livros com mitologia angelical e esse pareceu ser mesmo bem interessante!

    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Apenas pela sua resenha, também ouso dizer que é um livro ótimo.
    Achei a capa e a premissa bem interessante. Gosto de saber que a sinopse é condizente a história, isso é muito massa.
    Adorei sua resenha e ela conseguiu despertar minha curiosidade.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E após o ler, você terá certeza de que é um ótimo livro!

      Excluir
  18. Oii Vinicius, tudo bem?
    Gostei da sua resenha! Não conhecia esse livro ainda, o enredo me parece bem diferente, não costumo ler histórias com esse tema. Mas, pode ser uma opção...
    Abraços, :)
    *Carolina*
    Ps: Concordo com você, é difícil resenhar livros com a sinopse mais extensa.
    http://florescerliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma excelente opção para começar a ler livros com este tema.

      Excluir
  19. Ooi. Acho que você fez um bom texto mesmo com a duvida inicial sobre como falar do livro sendo a sinopse tão sincera. Explicou tudo que te agradou na leitura sem ficar fazendo resumão.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  20. Oi, Vinicius! Tudo bem? Achei a capa do livro linda e a premissa dele é ótima também. Quem sabe algum dia eu não o leia? Adorei a resenha! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Tive o prazer de espia a amostra desse livro disponibilizada pela Novo Século e gostei muito. Creio que futuramente o lerei, e como é pequeno, será um ótimo passatempo.

    Márcio Sidney
    Autor de Mistério de Elêusis - O mestre do Crime

    ResponderExcluir
  22. Oi, adorei a premissa! Adoro mitologia, creio que vou gostar da história, mesmo que no livro ela seja breve, hehe.
    Beijos!
    Maria - doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai ficar com um gostinho de quero mais, assim como eu fiquei uheuehue

      Excluir
  23. Eu ri do Torre de Babel 2.0 hahahahaha
    Realmente essa sinopse já fala tudo sobre o livro.
    Sua resenha está ótima, transpareceu muito sobre a história e ainda deixou aquele gostinho de que devemos ler. Parabéns!
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe do sorteio do livro Marianas

    ResponderExcluir
  24. Olá, Vinicius.
    Eu ainda não conhecia o livro mas achei bem interessante a história ser em cima de um acontecimento real bíblico. Narrativa em primeira pessoa também não é das minhas favoritas, quando calha de ser um narrador chato. Mas que bom que esse parece não ser hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que o personagem não era chato, pois já abandonei muitos livros por causa disso :v

      Excluir
  25. Oi, Vinicius

    Eu não conhecia a história, mas achei interessante. A capa é de muito bom gosto. Apesar de não curtir muito histórias com anjos, o cenário apocalíptico chama minha atenção. Já eu não gosto de narrativa em terceira pessoa! Hahahaha

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cenário apocaliptico ficou muito bom mesmo...

      Excluir
  26. Graças a instrumentos mortais eu descobri uma paixão por histórias de fantasia que envolvem anjos e demônios. Acho que iria gostar desse livro! A história parece ser legal, e gosto de livros que me prendam.

    Abraços!

    Arco Íris Duplo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro não segue bem o mesmo rumo que Instrumentos Mortais, mas ainda assim é muito bom!

      Excluir
  27. Oi
    gostei bastante da sua resenha, não conhecia o livro só que achei a premissa dele até que interessante, eu também curto mais narração em 3 pessoa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism