segunda-feira, 28 de março de 2016

Resenha: Trono de Vidro #1 - Sarah J. Maas

Sinopse: Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, uma jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.
Primeiramente, o que falar de Celaena Sardothien, A Assassina de Adarlan? Só consigo falar o quão incrível é essa personagem, Forte, determinada, petulante e orgulhosa, mas que ao mesmo tempo possui seu lado belo e meigo. E é justamente essa incrível personagem que é a protagonista deste livro; Uma assassina. Não apenas uma assassina "A" assassina. Celaena foi criada por um dos melhores assassinos, de sua época, e em papel de mestre, ele a ensinou tudo que sabia. Não poupou dinheiro para ensina-la todas a técnicas conhecidas e desconhecidas que poderiam ser úteis de um jeito mortal. A infância de Celaena não foi fácil, entretanto tanto esforço surtiu resultado, não demorou muito para que ela ganhasse fama e adquirisse o titulo de A Assassina de Adarlan, fazendo seu nome ser reconhecido, e muito mais que isso: Temido. 

Mas por influencia do destino, ou por trairagem, Celaena foi presa e enviada para as minas de sal em Endovier, a prisão de nível máximo do reino. De lá ninguém conseguia sair, na verdade, ninguém sobrevivia por muito tempo. Mas é claro que nossa querida protagonista não se aplica a esse grupo, pois viveu muito mais do qualquer pessoa que tenha passado por aquele lugar imundo. Mas o tempo por lá não foi generoso com ela, deixando-a extremamente debilitada. Porém uma estranha proposta lhe é feita: Trabalhar como assassina oficial do Rei durante quatro anos e após isso, seguir em liberdade.


Mas para Cealena tornar-se a assassina do rei ela terá que ganhar uma competição com outros 22 assassinos e criminosos disputando esse mesmo privilégio. A assassina apesar de nutrir grande desprezo pelo rei vê nessa competição sua única chance de receber novamente sua tão sonhada liberdade.

Partindo dessa premissa, acompanhamos o desenrolar da competição, que funciona basicamente como um Jogos Vorazes: 23 competidores, apenas um vencedor. Cealena nada teme, pois é segura de suas eximias habilidades. Fato que fica claro logo nas primeiras páginas do livro, onde percebemos que não podemos subestima-la tão facilmente assim.
Eles seguiram por corredores, subiram lances de escada e deram voltas e mais voltas até não haver mais a mínima chance de Celaena encontrar o caminho da saída. Pelo menos essa era a intenção do seu acompanhante, pois Celaena percebeu que eles subiram e desceram a mesma escadaria dentro de poucos minutos. Ela também não deixou de notar que, apesar de o prédio ser uma estrutura padronizada de corredores e escadarias, tinham ziguezagueado entre os andares. Como se Celaena fosse se perder assim, com tanta facilidade. Se o homem não estivesse se esforçando tanto, talvez ela tivesse se sentido insultada.
Apesar de o foco ser a competição, há espaço para um pequeno e leve romance, como também para a introdução de algo muito maior. E em meio a tanta ação conhecemos um lado mais delicado de Celaena, que apesar de suas impressionantes habilidades, ainda assim é apenas uma garota de 18 anos, que assim como todas outras, liga para sua aparência, e tem como "problema" seus sentimentos. Mas tudo isso sem denegrir sua imagem forte e audaciosa. Gostei de conhecer esse lado mais intimo da personagem, pois nem só de pedra são feitas as pessoas, até mesmo as mais frias.


Trono de Vidro é uma obra surpreendente e viciante do começo ao fim. Confesso que em algumas partes eu esperava uma atitude diferente de Cealena, mas é totalmente aceitável visto todos complicados acontecimentos, que incrivelmente resolveram ocorrer tudo de uma vez. É um livro que não falta ação, mas que também apresenta ótimos diálogos, muitos deles sendo bem engraçados, pois a petulância da protagonista não tem limites. Fiquei feliz, pois foi um livro incrivelmente bom, e que só tem a melhorar em suas continuações, muitas delas já lançadas, as quais eu lerei em breve!  

44 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua resenha!
    Boa semana!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Vinicius;
    Adorei a resenha, e o quote destacado por você.
    A arte de capa do livro me lembra bastante Assassin's Creed.

    Beijos.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem parecido mesmo, mas eu particularmente não curti essa capa, nem as outras da série.

      Excluir
  3. Oi Vini!!
    Como está?
    Estou com muita vontade de ler este livro, e a sua resenha deixou esta vontade maior ainda. A protagonista parece ser bem escrita, o que é um alívio! Também gostei dos trechos que você separou.
    Post muito bem escrito, como sempre.

    Beijos
    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, o livro é muito bom mesmo, pretendo ler a continuação em breve!

      Excluir
  4. Oi Vinicius!

    O livro já tem um tempo na minha lista, preciso ler logo, adoro protagonistas fortes!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi, Vinicius!
    Eu li esse livro em janeiro e curti muito. Estou dando um tempo, mas agora que saiu o quarto livro, vou continuar a série.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  6. Oi Vinicius!
    Eu conhecia esse livro só de capa, e por ela nunca me interessei, mas lendo sua resenha, percebo que gosto bastante da premissa do livro, porém não sei se é um livro que eu vou ter tão logo, gosto do gênero, mas não é o meu favorito... Parabéns pela ótima resenha.

    Beijinhos!
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vale a pena você arriscar na leitura

      Excluir
  7. Oi Vinicius,

    Eu li Trono de Vidro logo que ele foi lançado e não dava muito por ele não. Assim que comecei me apaixonei. Gostei de tudo, dos personagens, da magia, dos rumos que os outros livros poderiam tomar.

    Só tá começando e o segundo é bem mais tenso que esse. Uma pena que ainda não li os outros da série.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To muito curioso para saber os acontecimentos dos próximos livros dá serie, tenho certeza que irei curtir muito!

      Excluir
  8. Oi Vinicius, tudo bem?
    Eu estou louca para ler esse livro a algum tempo, mas pela sua resenha vou querer ler o quanto antes.
    Adoro quando a protagonista é determinada, e como parece ou lembra Jogos Vorazes, com certeza vou adorar ainda mais.
    Parabéns pela ótima resenha.
    Beijos
    Leitura Nossa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembra vagamente, mas nada muito concreto. A história é única e surpreendente.

      Excluir
  9. Esse livro tem uma protagonista totalmente diferente das mocinhas que estamos acostumados; ela é forte e determinada, além de né, ser assassina. Só esse detalhe já incentiva um monte a leitura, e sua resenha me deixou mais curiosa ainda!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o fato de ser assassina é o ponto chave <3

      Excluir
  10. Oi vinicius,
    Esse livro é muito bom e adoro a Celaena por ela ser essa personagem tão forte. Alias todas as personagens da autora são assim *----*
    Tambem estou ansiosa para ler os próximos livros.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  11. Oi
    que bom que gostou da leitura, sempre vejo falarem bem e acho interessante essa premissa que envolve assassinos, vou salvar a resenha aqui pra ver se lembro de procurar ele para ler.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Eu me interessei bastante pelo enredo.
    Não conhecia o livro.
    Tenho uma dúvida, só foi lançado em ebook?
    Beijos.

    Leitura de Lua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, tem impresso também, mas o dinheiro ta pouco... Então li por ebook.

      Excluir
  13. Amei sua resenha! Sempre namoro esse livro pra comprar, adoro a premissa interessante que ele carrega e já li e ouvi muitas criticas positivas sobre, acho que terei de ler o mais breve possível ♥
    Beijo*
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Vinicius! Tudo bem? Se o livro tem muita ação e é viciante eu já quero lê-lo! Adorei a resenha! <3

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Já li resenhas otimas sobre esse livro até agora hahaha eu to looouca pra ler, quanto mais resenha eu leio com mais vontade eu fico haha principalmente pq a protagonista é uma mulher forte e decidida, do tipo foda-se vou matar mesmo kkkkkk
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontecia a mesma coisa comigo antes de eu o ler ueheuheueh

      Excluir
  16. Trono de Vidro parece ser excelente, principalmente por ter uma protagonista feminina forte e que vai lutar por sua liberdade. Esse tipo de premissa sempre me agrada.
    Excelente dica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, a história é incrível. Se você o ler, espero que goste.

      Excluir
  17. Oi Vinicius,
    Difícil não ler uma resenha positiva desse livro.
    Fiquei curiosa sobre a protagonista, gosto quando são petulantes, acabam sendo engraçadas.

    tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  18. Já ouvi falar bem da série, mas ainda não entrou na minha listinha. Até tenho vontade, mas muitas outras prioridades antes. kkk

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É triste essa vida de leitor sem tempo pra ler :' eheuheuheeh

      Excluir
  19. Oi Vini!
    Estou ansiosa para ler esse livro depois de tantos elogios que eu li a respeito.
    Só desanimo por ela não ter sido toda publicada, rs. Sinto que vou querer ler tudo em sequencia, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oii Vinicius, tudo bom?
    Tinha muita expectativa de ler esse livro, ainda mais porque ouvi falar que a Sarah se garante escrevendo esse livros, mas tem triângulos e tenho evitado desesperadamente me estressar com livros de triângulos amorosos u.u
    Mas lendo sua resenha e, pela meninha experiência de vida, acho que foi trairagem, kkkkkkk, que fez a Calaena ser presa e enviada para as minas de sal em Endovier.
    Adorei a sua resenha! *-* Escrita super bem como sempre :D
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ueheuheuheuehueheuheuheueh O triângulo amoroso é bem de leve, e é bem obvio com que ela realmente vai ficar. Já a da trairagem, é por esses lados mesmo....

      Excluir
  21. Oi, moço!!

    Eu tenho esse livro, mas ainda não li.
    Tenho o volume 1 e 2!
    Que bom que você gostou, agora fiquei curiosa rs
    De toda forma, não tenho o 3 e 4, acho que é isso que me bloqueia e não consigo pegá-los para ler. Tenho medo de gostar muito e ficar sofrendo por ainda não ter até o volume 4 #Aloka rs

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Até que eu curti a história do livro! Eu gosto desses "jogos de sobrevivência" e tem um livro que eu li recentemente tbm "Caminhos de Sangue", que a protagonista tbm é obrigada a lutar com umas pessoas e achei bem legal!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro premissas do tipo, mas não conhecia sobre esse livro que você comentou, vou procurar saber mais...

      Excluir

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism