domingo, 10 de abril de 2016

Resenha: Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

Sinopse: Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.   
Madeline Whittier nasceu com uma rara doença que a impedia de ser livre. Sendo bem direto, para poupar muitas explicações, ela tinha simplesmente alergia ao mundo. O simples ar que respiramos poderia ser mortal para ela. A grama, a poeira e todas as outras coisas que são tão normais para nós são um veneno para ela. Por isso, Maddy foi criada dentro de casa, ou melhor, em uma quarentena - do mundo ao lado de fora. 


Até os 18 anos Maddy viveu confinada dentro de sua residência, a última vez que havia estado ao lado de fora foi quando era ainda um bebê, antes de seu pai e seu irmão morrerem. Sua vida dentro de casa sucedeu-se bem, Madeline sempre teve o apoio de sua mãe, que alias era também sua médica, e da sua enfermeira, Carla, a qual sempre a teve como uma amiga e confidente.

É interessante imaginar uma pessoa que teve uma vida assim. Acho que uma pessoa que realmente passasse por isso não teria o mesmo desenvolvimento que a protagonista do livro teve. O ser humano é um ser social, e querendo ou não, temos que conviver em sociedade, não trancafiadas dentro de casa tento contado com no máximo 3 pessoas (sua mãe, sua enfermeira e seu professor, que a visitava vez ou outra) durante sua vida toda. Essa questão me incomodou levemente, pois neste caso, Meddy desenvolveu-se normalmente. Mas relevei, afinal, é apenas ficção.


Enfim, a rotina de Maddy mudou após um caminhão de mudança estacionar ao lado de sua casa. A nova família que chegara despertou interesse em Maddy, principalmente o excêntrico menino vestido de preto com profundos olhos azuis. O mistério que o circulava chamou a atenção da nossa protagonista, deixando-a hipnotizada e fazendo-a passar longos minutos ao lado da janela, vendo a vida do lado de fora, querendo estar lá, junto dele, perto de tudo e todas as coisas.

Por vias do destino os dois passam a comunicar-se pela internet, ficando amigos muito íntimos sem nem mesmo terem se tocado. Algo daquela mesma velha história do mais puro e clássico drama: Tão perto, e ao mesmo tão longe... E como o livro é um romance, já podemos imaginar o que acontece: Os dois se apaixonam. Mas como manter um relacionamento neste caso?
 "Tudo é um risco. Não fazer nada é um risco. A decisão é sua."


O livro com mais ou menos 300 páginas é muito dinâmico, a leitura é muito rápida e envolvente. Acho que foi uma das leituras mais rápidas que eu já fiz. Seilah, acho que eu estava tão necessitado de um bom livro, com uma temática forte e leve ao mesmo tempo que eu o li sem prestar atenção ao tempo. A minha leitura anterior foi a de um livro para a realização de um trabalho de literatura, pensa num livro chato e multiplica por mil... Enquanto eu lia 10 páginas daquele livro, facilmente eu lia 50 páginas desse.

No geral, percebi que a história é uma mistura de gêneros. É ao mesmo tempo uma comédia e um drama. Somos surpreendidos com muitos diálogos e cenas engraçadas como também de momentos tristes e angustiantes. Teve um ponto em que eu  até cheguei a pensar que a história não teria um final feliz, pois ao que tudo indicava, não teria mesmo. Mas fui novamente surpreendido, e confesso, apesar de o final ser previsível, nos é transmitido de uma maneira brutalmente emocionante.


Outro ponto legal de ser mencionado, pelo menos pra mim, é que apesar de tratar-se de um romance ele não é algo muito meloso, ele é bem leve e desenvolvido fazendo até os que não são muito apegados ao gênero, assim como eu, gostarem. 

A única coisa que ficou meio a desejar foi a falta de explicações sobre a doença de Madeline. Ela foi contextualizada muito rapidamente na história, sendo detalhada de forma rápida e resumida com poucos detalhes técnicos, o que a deixou com menos veracidade. Mas nada que atrapalhe ou que me faça gostar menos da história simplesmente por causa disso. 


Concluindo, não digo que foi o melhor livro da minha vida, nem o meu preferido, mas me senti muito bem durante a leitura. Ela me fez bem. Me fez refletir muito sobre até onde pode chegar a força do amor, não só o de um casal, como também o amor de uma mãe pela filha, ou vice versa. A autora simplesmente arrasou com esse romance de estreia, nos deixando querendo mais, mesmo que a história não deixe pontos soltos para uma futura continuação. 

43 comentários:

  1. Oi Vinicius, tudo bem?

    Estou vendo muita gente falando super bem do livro! E ser uma mistura de gêneros me parece ser muito positivo!

    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha. Ainda não conhecia o livro.
    Boa semana!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Quero muito ler esse livro, pois estou lendo várias resenhas positivas sobre ele.
    Achei curioso o fato da protagonista ser alérgica ao mundo. nunca li nada desse tipo.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem curioso mesmo, mas no fim, o fato é o que deixa a história espetacularmente maravilhosa.

      Excluir
  4. Bom dia Vinicius!
    Não conhecia o livro, mas agora sinto a necessidade de conhecer a história de Maddy, eu sou o tipo de pessoa que tenho alergia a praticamente quase tudo nessa vida rsrsr então minha vontade de ler já começa por ai, e tbm pq eu adoro romance, e imagino Maddy se colocando em risco pelo cara de preto com os olhos azuis. Quero saber o que acontece com eles. Sua resenha está maravilhosa e já estou adicionando esse livro na minha lista de leituras.

    Beijinhos.
    Amanhecer Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tu se identifica um pouco com a história uueheueh Vai adorar o final <3

      Excluir
  5. Oi Vinicius,

    Desde que a Novo Conceito começou a divulgar esse livro ei fiquei com vontade de lê-lo. Acho que não vou gostar, porque esse tipo de livro com doença e drama não me agrada, mas as críticas estão me deixando com a pulga atrás da orelha. Se tiver a oportunidade vou ler sim.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não é muito um drama, pois a parte pesada mesmo é só no meio...

      Excluir
  6. Eu comprei esse livro na pré-venda quando ele foi lançado lá fora, mas foi esquecido no meio de tantas leituras. Vou aproveitar o lançamento dele aqui e ler.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveite mesmo uheuehe Aguardo a resenha dele lá no seu blog!

      Excluir
  7. Legal sua resenha, só tenho visto opiniões positivas sobre esse livro, quero muuuito ler! *-*
    Romance leve, drama e comédia dão uma ótima mistura!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi
    curti a resenha, estou louca para ler esse livro, estão falando muito bem e você foi mais um, pena que não explicam tanto sobre a doença. Mas a história parece ser muito boa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao final da leitura percebemos o porque da falta de explicações.

      Excluir
  9. Olá! Já tinhas visto esse livro em alguns lugares e achei a capa bem divertida, mas nunca tinha ido atrás de saber a história, achei bem interessante, parece ser uma história bem diferente!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até que achei a capa um tanto simples de mais...

      Excluir
  10. Olá!
    Só tenho visto elogios sobre a obra... não tinha me animado, mas agora não vejo a hora de ler! Parece que todos se envolvem na história.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem envolvente mesmo, a simplicidade e ao mesmo tempo todo o drama envolvido faz com que haja um maior envolvimento com a trama.

      Excluir
  11. Adorei sua resenha e fiquei bem intrigada com a história, que situação complicada. Acho que seria um livro que eu gostaria bastante de ler, estou anotando a indicação.
    www.rabiskos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você tenha a oportunidade de o ler!

      Excluir
  12. Oi Vinicius, tudo bem?
    ótima resenha, eu estou já estava louca para ler ele, e agora, depois da sua resenha, fiquei com mais vontade ainda.
    Fico imaginando como eles vão quebrar essa barreira, porque não é uma doença fácil, imagina só, não poder sair de casa, e não ter contato com o mundo lá fora.
    Vou tentar ler o quanto antes.
    Beijos
    Leitura Nossa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muito tenso, eu não conseguiria viver trancado por toda uma vida dentro de casa.

      Excluir
  13. Oi, Vinicius! Tudo bem? Pois para mim, "Tudo e Toda as Coisas" foi um dos melhores livros que já li. Tive uma experiência muito intensa, tocante e marcante com a obra! <3 Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, Vinicius.
    A sua é a primeira resenha que vejo que não considerou o livro o melhor da vida. Gostei dos pontos que você abordou e concordo com você. Fiquei aqui pensando em como seria uma adolescente ter tido contato somente com 3 pessoa a sua vida toda. Enfim, é um livro que eu tenho vontade de ler, mas não tanto assim hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo bem sincero, tem livros melhores. Apesar de esse livro ser muito bom, ele não me marcou tanto assim.

      Excluir
  15. Oi! Tenho visto diversas resenhas deste livro e estou ansiosa para conferir o que há de tão especial na obra. Estou bem curiosa.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books


    ResponderExcluir
  16. Oi Vinicius,
    Estou lendo resenhas lindas sobre esse livro e a sua não foi diferente.
    Eu não sou muito de sair, mas fiquei aqui imaginando se não pudesse nunca e bateu uma solidão horrível. Deve ser lindo demais acompanhar a certa libertação da protagonista.

    P.S.: Obrigada pelas palavras lá na postagem. E realmente às vezes não precisamos fazer nada, quem planta o negativo; colhe o negativo né?

    Obrigada ♥
    beijos
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo, emocionante, cruel, e super, super, marcante, de certa forma.

      Excluir
  17. Adooorei as fotos! Sou louuca por esse livro. Acho a capaa linda e a sinopse me agradou muito, to super curiosa e animada pra ler ele! hahaa, adorei sua resenha, em deixou com mais vontade ainda kkkk
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estava super animado com o lançamento e não me decepcionei com ele!

      Excluir
  18. Oi Vinicius,
    Esse livro é tão bom.
    *------*
    Fico feliz que tenha gostado dele.
    Estou ansiosa pelo próximo lançamento da Nicola.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, Vinicius! Essa é a segunda resenha seguida que leio sobre esse livro hoje. Vou repetir o que venho dizendo: esse livro me chamou a atenção desde que li sobre o lançamento. A cada resenha que leio, aumenta a vontade de conhecer logo a Maddy e o Olly.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  20. Oi
    quero ler esse livro, estão falando tão bem dele e muitos falaram mesmo da falta de contextualização da doença, mas a história parece ser envolvente e com uma protagonista interessante.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A protagonista é muito interessante, apesar de todas as dificuldades, ela não desiste de ser feliz.

      Excluir
  21. Apesar de não ser o melhor livro da vida, parece ser uma obra bem interessante, principalmente porque o romance não é meloso. Isso, sem dúvidas, é ótimo.

    Dica anotada.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de abril. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim, o romance não ser romance é essencial.

      Excluir
  22. Ai, eu preciso tantooo desse livro! Fiquei surpresa por ter comédia, já que se trata de uma doença grave, mas é tão bom a autora ter tratado o assunto com delicadeza e um tom divertido, só me anima mais ainda a ler! Adoreei a resenha <3

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A doença é tratada de forma muito leve em grande parte do livro.

      Excluir

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism