segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Resenha: O Ano Em Que Te Conheci - Cecilia Ahern

Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt. Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato. Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt. Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e estão em uma encruzilhada. Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer. Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.
O livro conta a história de Jasmine, uma mulher na casa dos 34 anos que é totalmente dedicada ao seu trabalho. Jasmine é autossuficiente, gosta mais de ter uma rotina super agitada do que de ficar jogando papo fora com conversas que não sejam profissionais. Mas tudo acaba quando ela é demitida. Por ser uma pessoa ambiciosa, Jasmine tinha a péssima mania de criar empresas e negócios de sucesso, mante-los por um tempo e vender o projeto, já em pleno funcionamento, pelo melhor preço possível. Ela nunca conseguiu criar e desenvolver algo e ficar com isso até o fim. E por este motivo, acabou entrando em desentendimento com seu sócio, que não queria vender a empresa. Com isso, Jasmine foi demitida. Antes fosse só isso, pois se fosse, bastava ela conseguir um novo emprego, algo que seria fácil para uma pessoa com o seu currículo, entretanto, junto com sua demissão, veio também uma licença de 1 ano, ou seja, ela ficaria recebendo seu salário por  um ano sem poder trabalhar em outra empresa (Pode parecer estranho isso, mas segundo o livro, é super comum na Irlanda, onde a história se passa). 

Para Jasmine, não poderia haver coisa pior. O primeiro mês ela dedicou para fazer tudo aquilo que sempre quis e não podia por falta de tempo, passando isso, o momento de alegria passou e o tédio ganhou a vez. Com o fim das atividades, Jasmine passou a passar as infinitas tardes do dia dentro de casa, e sem nada pra fazer ela começou a reparar mais em sua vizinhança. Jasmine mora em um condomínio calmo e tranquilo que em sua grande parte é ocupado por aposentados que passam o dia todo cuidando dos seus jardins, com exceção de Matt, que mora em frente a Jasmine, um polêmico locutor de rádio que por certos motivos ganhou o irrevogável ódio de sua vizinha. Entretanto, alguma coisa aconteceu na virada de ano, e que desse acontecimento surgiu também uma bonita amizade entre eles. 


O desenrolar do livro ocorre de uma forma muito agradável, gostei de ver e de acompanhar a vida de Jasmine por esse período de um ano. Para ela foi um período de renovação e de reencontro. Jasmine amadureceu muito nesse meio tempo, juntamente com Matt, que desde o inicio do livro foi um personagem que eu não consegui gostar muito, mas que com o tempo, foi mudando e se tornando uma pessoa melhor, não, na verdade, passamos a conhece-lo melhor e entende-lo mais fielmente. 

Porém, um dos personagens que mais me surpreendeu, com toda a certeza, foi a irmã mais velha de Jasmine, a Heather. Apesar dela ter síndrome de Down e precisar de uma atenção especial, ela demonstrou ser uma pessoa encantadora. Pura, inocente, sensível e ao mesmo tempo, corajosa, independente e determinada. Em alguns trechos e diálogos que continham a presença de Heather, eu confesso, brotou lágrimas em meus olhos. Não por ser um acontecimento triste, mas por ser uma cena lindamente tocante. Enfim, ela, na minha opinião foi uma das melhores personagens do livro. 

Outro ponto em que fui surpreendido foi no quesito romance do livro. Há, sim, romance na história, avá, mas é de uma forma que eu não esperava e que foge, realmente, dos clichês, pelo menos para mim, que não sou muito acostumado com o gênero. 

Enfim, não quero contar muita coisa para não estragar a história, mas preciso deixar claro que este é um ótimo livro, e que me deixou, sinceramente, surpreendido. Eu ainda não conhecia a escrita da Cecilia Ahern, autora de muitos outros livros de sucesso, como o Simplesmente Acontece, por exemplo. Mas, agora, após concluir a leitura de O Ano Em Que Te Conheci, posso dizer que é uma escrita simples e envolvente, descritiva e ao mesmo tempo suave, resultando em uma leitura rápida e prazerosa. 

10 comentários:

  1. Tô com esse livro pra ler.
    Gostei mt da sua resenha, tô super curiosa!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito bom e bem diferente dos cliches romaticos que estamos acostumados. Vale a pena dar uma conferida!

      Excluir
    2. O livro é muito bom e bem diferente dos cliches romaticos que estamos acostumados. Vale a pena dar uma conferida!

      Excluir
  2. Oiii Vinicius

    Eu tb nunca li nada da Cecelia, mas quero corrigir isso em breve. Estou louca por uma distopia que foi publicada dela por aqui recentemente e esse do Ano em que te conheci tb já estava na minha lista há algum tempo. Fico feliz de saber que te surpreendeu, é tao bom quando isso acontece. espero poder ler esse livro em breve.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você goste do livro quando le-lo.

      Excluir
  3. Vinicius, você faz as melhores resenhas, sem dúvidas.
    Único blog que não tenho preguiça de ler resenha, mesmo que seja grande.
    Sobre o livro: não gosto muito de todo tipo romance, mas parece ser legal. Porém, eu acho que não lembraria de ler.
    http://brancobolcado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom ler isso <3 Obrigado de coração.

      Excluir
  4. Ola Vinícius, tudo bem?

    Eu gosto demais da escrita da autora e esse é mais um livro dela que quero ler...ótima resenha...abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gosto bastante de livros românticos, e esse parece ser diferente e surpreendedor!!

    ✯ Instagram ✯✯ Blog Diamante Turquesa ✯✯ Fan Page ✯

    ResponderExcluir
  6. Olá, Vinícius. Q bom que você gostou e se surpreendeu com o livro. Eu amei, fiquei emocionado também e encantado com a história que para mim não foi previsível porque eu esperava um final totalmente diferente. O par romântico também não era quem eu esperava.

    Amo a Cece Ahern.

    Um abraço.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

 

Copyright @ 2016 Decidindo-se .

Traduzido Por: Templateism